QUEM SOMOS?

 
UM POUCO SOBRE MIM...

*Álvaro João dos Santos
(*Onofre W. Johnson)



Olá, tudo bem? 



Meu nome é Álvaro João dos Santos (Álvaro Pensativo), mas, "às vezes", também utilizo o pseudônimo de "Onofre W. Johnson", que até já tem página no Facebook com o seguinte endereço: https://www.facebook.com/onofrejohnson


Esse nome "fictício" surgiu através de uma ideia, que eu tive, para "diminuir" o impacto textual em algumas publicações consideradas "polêmicas". Daí, tenho a chance de manter o anonimato sem perder a chance de me expressar, e, ao mesmo tempo, posso conservar a minha "modesta" reputação de "escritor principiante", porém, faço uso disso somente em algumas ocasiões muito bem definidas por mim. 
O nome "Álvaro Pensativo" surgiu nas reuniões que tínhamos com o Pr. Francisco Rodrigues (in memorian). Nas reuniões dos 12, sempre que ele dizia algo ao grupo, o pastor olhava para mim e perguntava o que eu estava pensando. Eu respondia que não estava pensando em nada, mas ele insistia que eu era o mais "pensativo" da turma e me chamava de "Pensativo". Após a sua morte, resolvi anexar ao meu perfil esse "Pensativo", em homenagem ao meu mestre, o Pr. Francisco.

Sou propagador do Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo e confesso que já "fui" mais envolvido com a obra do Senhor Jesus. O meu lema "era" falar de Jesus sempre que houvesse alguma oportunidade. Também "pretendia" ser um ganhador de almas para o Reino de Deus, mas essa tarefa precisa ter um envolvimento integral e, se estiver fazendo alguma atividade paralela, isso pode atrapalhar.

Sou membro dessa denominação (Igreja do Evangelho Quadrangular) desde Setembro de 2001, e faço parte dessa "visão quadrangular" no ministério da IEQ - Jardim São Paulo - Guaianases - Com as pastoras: Pra. Cida Rodrigues e Pra. Priscila Rodrigues, mas, agora, bem menos, pois fui diminuindo tanto que agora só pertenço a uma pequena célula que tem sede em minha residência.

Como começou o Blog?


Comecei a escrever esses textos do Blog - "É isso aí... (Uma outra maneira de dizer amém) - quando ainda era o líder do Grupo Missionário de Homens da igreja local: Período 2008/2009, e, justamente por ser o Líder desse Grupo, nas "consagrações mensais", eu precisava escrever mensagens bíblicas para pregar nas manhãs de todos os segundos sábados de cada mês. Então, fui adquirindo experiências com os irmãos que já pregavam a Palavra a mais tempo, principalmente o Pr. Francisco Rodrigues. Houve, então, a necessidade de me aprofundar mais e mais na leitura da Bíblia Sagrada, e fui avançando na leitura bíblica até que me apaixonei pela Palavra de Deus, adquirindo o hábito da leitura diária desse livro sagrado e incontestavelmente rico e infalível.
Simultaneamente, trabalhava no ministério do "Diaconato" de 2008 à 2013. Em 2010 fui incentivado a matricular-me no curso de teologia do ITQ - (Instituto Teológico Quadrangular), localizado na IEQ - Vila Formosa, onde fiz somente o 1° ano de Teologia. Neste mesmo período, fui eleito pelo CDL da Igreja local a "Vice-Diretor do Diaconato", isso aconteceu no ano de 2010. Fiquei apenas dois anos neste cargo até assumir a Diretoria desse glorioso ministério, em 2012, tornando-me membro nato do CDL (Conselho Diretor Local) da Igreja local - Ministério do Pr. Francisco Rodrigues. Em fevereiro de 2013, entreguei o cargo de Diretor para ingressar na Faculdade FAG/UNIESP/Universidade Brasil, no Curso de Pedagogia. Ser professor era um sonho antigo e só agora Deus abriria essa porta para essa grande realização pessoal, me formei em dezembro de 2016. 
Como havia escrito muitas mensagens e estudos bíblicos e guardava tudo, sem pretensão nenhuma, nas gavetas do meu armário pessoal, até que começou a crescer tanto a quantidade de textos guardados que já não havia mais lugar para guardá-los. Foi aí que surgiu a ideia de transcrevê-los para o computador. E, então surge o Blog: É isso aí... (Uma outra maneira de dizer amém)
Atuei como 1º Secretário no Grupo Missionário de Homens, também fui coautor do Blog da Igreja Quadrangular - Jardim São Paulo - Guaianases: Endereço na Web: http://ieqjdsp.blogspot.com.br/, hoje não atualizo mais esse blog.

Também publiquei mensagens no Facebook da Igreja do Evangelho Quadrangular - Jardim São Paulo - Guaianases: Endereço na Web: https://www.facebook.com/ieqjdsaopaulodeguaianazes?ref=hl. Hoje não atualizo mais essa fan page.

Ainda hoje atualizo a página: "Comentário Quadrangular": Endereço na Web: https://www.facebook.com/comentarioquadrangular?ref=hl

Como surgiu a página da igreja virtual: Igreja Vem Quem Quer e o Blog "É isso aí... (Uma outra maneira de dizer amém)"?

Escrevia textos honestos, espirituais e inspiradores, até ser criticado pelo pastor. Escrevi um texto chamado, “A IGREJA SOMOS NÓS” explicando, sob o meu ponto de vista, sobre o que era uma igreja local, e incluí pessoas que já haviam ido embora do ministério. O pastor, então, pediu para tirar as fotos desses ex-membros, chamando-os de “apóstatas”. Provavelmente nem deve ter lido o meu texto, só não gostou de ver as fotos daqueles "desertores" postadas lá. Depois eu descobri que, na verdade, ele foi envenenado por alguém contra o meu post. Conclusão: Fui obrigado a tirar todas as fotos e, no lugar delas, coloquei uma receita de bolo. Copiei esse modelo dos jornalistas que eram censurados durante o regime militar no Brasil (1964/1984). Eles utilizavam esse recurso para cobrir suas postagens censuradas de última hora em jornais impressos da época, e, então, declinei, seguindo a ordem pastoral e tals...

Declinei, mas não desisti da minha opinião. Foi assim que criei o meu próprio Blog pessoal, chamado: "É isso aí... (Uma outra maneira de dizer amém)". Criei um pseudônimo chamado O. W. J. (Onofre W. Johnson) e, só assim, comecei a ter um pouco de respeito entre eles, pois não sabiam que era eu mesmo que produzia os textos. Esse pseudônimo protegeu-me das críticas deles e assim, pude continuar expressando a minha própria opinião, sem sofrer desgaste psicológico. Eu concluo que uma pessoa que pensa, sempre terá conflitos com a classe dominadora de qualquer instituição, religiosa ou não.

E quem não quiser?
A obra é de Deus e aquele que vier a Ele,
de maneira nenhuma será descartado.

Tenho vontade, também, de criar outro pseudônimo, só que agora poderia ser com o perfil de uma mulher. Quase ninguém respeita opinião de mulher nas denominações evangélicas, sabia? Isso é assim por causa da dominação masculina e machista que impera nas Igrejas e, talvez, até na Bíblia.  Quando a mulher possui um marido, até que a respeitam um pouco, porém, as solteiras ou divorciadas são consideradas menos do que quase nada para a maioria dos pastores e líderes evangélicos dessas denominações. Homossexuais? Coitados! Esses, segundo eles, "seres abomináveis" jamais serão benvindos na Igreja do Senhor. O preconceito contra eles é aterrorizante e sempre há relatos homofóbicos quando se dirigem a eles/elas. Em todas as pregações os gays são definidos como pessoas abomináveis por Deus, pessoas que precisam ser libertadas de demônios ou pecados imperdoáveis. O preconceito não é só com os gays, não. Poucas mulheres na História do Brasil e do mundo foram "destaque" como pensadoras da humanidade. No meio evangélico atribuem certo destaque para a missionária Aimée Semple McPherson, mas já ouvi críticas em torno do seu nome e tem até uma história “mal contada” sobre ela ter tido um relacionamento obscuro com um homem casado. Mas, enfim, ninguém é perfeito. O próprio Senhor Jesus Cristo também foi muito criticado.

Igreja Vem Quem Quer - Apocalipse 22:17

O que eu penso de mim?

Sou apenas um proto “sujeito histórico” que gostaria de escrever a História da nossa comunidade local, mas percebi o quanto é difícil ter de "omitir" algumas coisas por ordem dos líderes que querem que tudo seja conforme o que eles querem. E, assim, a verdade fica obscura e só pode mostrar a verdade considerada "politicamente correta". 
Sempre foi assim, inclusive com a História do Brasil que diz que a Princesa Isabel era boazinha com os negros, pois libertou-os da escravidão, assinando a “Lei Áurea”, porém, todos sabem que ela não era boazinha coisíssima nenhuma e só fez isso sob a pressão da Inglaterra que queria escoar os seus produtos de consumo no mundo. 

Eu me declaro "comunista cristão" à moda “igrejinha primitiva”, completamente criticável, é claro, pois estou sempre em constante formação e será assim até a volta do Senhor na minha vida.

Só não estou “desviado” dos caminhos do Senhor, graças a célula em minha casa, e, porque também leio as Escrituras Sagradas, graças a Deus. A minha esposa é líder de jovens, minha filha é da dança e, agora também contribui com os adolescentes... Este é o meu elo espiritual familiar.

Discordo de um monte de coisas que acontecem nas igrejas atuais e virei uma pessoa crítica, mas sei que o Senhor Jesus está no controle e está tomando providências para que a sua Igreja seja exatamente a sua cara. É sofrência demais querer pensar uma igreja que seja como a gente quer. É preciso observar a Bíblia Sagrada, e tentar não cometer certas heresias tão óbvias e que a Igreja vem praticando a torto e a direito. O fato é que não podemos mais criticar quem quer que seja, pois temos tantos pontos cegos e eles impedem muita gente de conhecer a Jesus Cristo como o seu único salvador pessoal.

Atualmente, a Igreja Evangélica "Gospel" coloca mais fardos em seus membros do que a "tão criticável" Igreja Católica Apostólica Romana. Está provado que os líderes, cantores, adoradores estão mais preocupados em receberem likes em suas redes sociais, ou ficarem ricos, fazerem sucesso, do que realmente salvarem almas para o reino de Deus.  Eles se esquecem de dizer que Jesus Cristo morreu na cruz, um único justo, o cordeiro de Deus, sem mácula, sem pecado, por todos os pecadores (inclusive os gays). Ninguém vai ao Pai, senão por Ele (Jesus Cristo), e, por causa deste ato que purifica qualquer pecador de qualquer pecado, tornando-os filhos de Deus por Jesus Cristo que, até o dia de hoje, está à direita de Deus Pai Todo-poderoso, intercedendo pelo seu povo. Jesus é Deus e não há outro nome pelo qual devamos clamar aqui na terra. É o nome que está sobre todo nome. Jesus é o seu nome. Todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus. Jesus pagou o preço e ninguém foi aceito para salvar a si próprio. Jesus fez o sacrifício exigido por Deus.
Não julguemos, antes, oremos por Avivamento!
_______________
São Paulo, outubro de 2017.

Continuarei a atualizar esse post...